Calcule seu IMC

  • Ex: 65,5
  • Ex: 1,70

FISIOTERAPIA

Com a melhora da Técnica Cirurgica, Materiais e Anestesia, as antigas complicações como fístulas (abertura de Grampos), hemorragias diminuiram muito.

As complicações mais freqüentes agora estão relacionadas ao fato de estarmos operando obesos com comorbidades e por mantê-los deitados e inativos por muito tempo.

A principal complicação hoje são as TROMBOSES, pois no obeso a circulação sanguínea esta geralmente comprometida, apresentando dificuldade de retorno venoso, ocasionando varizes, que associadas ao período de imobilização da cirurgia e a eventual desidratação, podem desencadear eventos trombóticos.

Outra questão importante é a respiração, é comum que o obeso tenha algum grau de RESTRIÇÃO PULMONAR pela compressão do abdome, o que piora muito a ventilação quando deitado. É freqüente também a presença de APNÉIA DO SONO, que pode se acentuar no pós operatório pela sedação da anestesia e pelo decúbito.

A obesidade causa também com freqüência alterações degenerativas de COLUNA, JOELHOS e outras articulações, que pioram bastante quando ficam acamados.

Neste contexto a o trabalho da FISIOTERAPIA ganha grande importãncia.

No Hospital os pacientes são orientados desde poucas horas após o procedimento cirurgico a levantar e andar nos corredores do hospital.

FAZER CAMINHADAS DE 15 MINUTOS A CADA 2 HORAS, isto melhora em muito a performance pulmonar, a circulação venosa e arterial, o retorno do peristaltismpo intestinal (gases), entre outros beneficios.

Além das caminhadas é muito importante mexer as pernas e tornozelos, mobilizando assim os músculos da panturilha (batata da perna), mesmo quando deitado.

Estas medidas associadas a utilização de MEIAS ELÁSTICAS e de MEDICAÇÃO ANTI-TROMBÓTICA, reduziram em muito este tipo de complicação.

Quanto a respiração, os Fisioterapeutas tambem orientarão EXERCÍCIOS RESPIRATÓRIOS e a utilização de equipamentos como o RESPIRON ou o VOLDYNE, estimulando a inspiração profunda e prolongada.

EM CASA todos devem manter esses exercicios e caminhadas, principalmente na primeira semana, estimulando passeios em lugares planos e arejados. Parques em dias calmos e Shoppings são uma boa idéia.

A "LIÇÃO DE CASA" NESTA FASE É ANDAR E TOMAR LIQUIDOS O TEMPO TODO, EM PORÇÕES PEQUENAS E CONFORTÁVEIS, MANTENDO SEMPRE A DIURESE (URINA) BEM CLARA.

APÓS O PRIMEIRO MES AS PRIORIDADES MUDAM UM POUCO, sabemos que o EMAGRECIMENTO RÁPIDO no pós operatório pode causar alem de perda de gordura PERDA DE MASSA MUSCULAR. Esta perda é maior quanto o paciente é inativo.

Sendo assim recomendamos atividade física regular e boa ingesta de proteínas. Conseguimos assim preservar os músculos e melhorar a estética e flacidez.

DESTA FORMA A FISIOTERAPIA NO PÓS OPERATÓRIO E A ATIVIDADE FÍSICA CONTÍNUA SÃO MUITO IMPORTANTES PARA QUE NOSSOS RESULTADOS SEJAM OS MELHORES POSSÍVEIS.

Balão Intragástrico

 

Dr. Marcelo Z. Salem - CRM 59.961 - Mestre e Doutor pela Faculdade de Medicina da USP

contato@centrodecirurgia.com.br - Rua Dr. Alceu de Campos Rodrigues 46, conj 21, 22 e 23 Vila Nova Conceição - Cep 04544-000 São Paulo - SP | Tel: (11) 3849-0800

Centro de Cirurgia Avançada Dr. Marcelo Salem - Todos os direitos reservados - 2011

RS Web Interactive Dr. Salem agenciars.com.br